MINIMAG – VERSÃO KIT PARA MONTAR

Características Técnicas
Características gerais:

- Característica de vôo perfeitas para o aprendizado inicial
– Comandos básicos de leme/profundor, podendo instalar também comandos para ailerons
– Asa removível para facilitar o transporte
– Construção simplificada
– Estrutura feita de ELAPOR moldado, de extrema resistência e leveza.

Composição do kit:

- Fuselagem
– Asa
– Profundor e leme
– Trem de pouso e rodas
– Motor Permax 400 e Hélice
– Placa de adesivos decorativos e instruções de montagem

Características Técnicas:

- Modelo: Minimag versão KIT para montar
– Categoria: treinador elétrico básico para iniciantes
– Envergadura: 1010mm
– Comprimento: 820mm
– Motor: Permax 400 DC e hélice incluso
– Peso aproximado em ordem de vôo: 580gr.
– Requer para operação: Rádio controle de no mínimo 4 canais, 1 receptor, 4 servos, controlador de velocidade, bateria e carregador.

Requer para complementar montagem (versão standard)

- Radio controle de 4 canais e receptor
– 4 servos HS-55 para montagem completa (ailerons, profundor, leme e motor)
– Controlador eletrônico de velocidade para motores DC 20Amperes
– Bateria LIPO 2S/1300mAh a 2S/1800mAh
– Carregador específico para baterias LIPO.

Sugestões de equipamentos para montagem com motor brushless a serem adquiridos à parte:

- Motor Brushless EMAX 2215
– Speed Control EMAXESC25A
– Baterias LIPO 3S/1300mAh à 3S/1800mAh
– Hélice 9 x 4,7 Slow flyer
– Carregador IMAX C3

Descrição do Produto
Com mais de 50 anos de atuação no mercado de modelismo na Alemanha e demais braços distribuidores pelo mundo, a Multiplex detém o que há de mais avançado no desenvolvimento e projeto de aeromodelos em ELAPOR. Este material tem a mesma leveza do Isopor, porém com uma resistência a impacto muitas vezes maior. Além disso, o Elapor permite a utilização de colas de cianoacrilato e aceleradores, ideais para montagens e reparos rápidos e eficazes.

O MINIMAG é um aeromodelo compacto e ágil com cara de avião!

Sua concepção de vôo é bastante flexível, pois sua asa permite vôos muito estáveis com apenas os comandos de profundor e leme. Se caso desejar instalar os comandos dos ailerons para torná-lo mais manobrável e com capacidade acrobática, o Minimag também conta esta preparação. A troca de baterias é facilitada graças ao canopy removível, fixado através de potentes imãs.

Este produto é indicado para usuários a partir de 14 anos

“Manual do Aeromodelista”

O livro de aeromodelismo mais vendido na net

Livro digital para baixar na net R$ 9,99 ou livro impresso R$ 45,00

Como brinde você receberá um Programa Simulador de Vôo de Aeromodelos para utilizar no teclado do computador e 90 plantas de aeromodelos em formato autocad.

http://www.hobbys.com.br/manual.htm

Dicas de onde voar

Existe alguma lei que proiba voar em cima de áreas urbanas?

1 – No Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronáutica, em seu item nº 100. Esse documento é mais conhecido pela sigla RBHA-100 (o número 100 corresponde à parte do regulamento que fala especificamente das normas de segurança para a operação de aeromodelos);

2 – Na Portaria 1141-GM5, de 8 de dezembro de 1987, do Departamento de Aviação Civil (DAC). Para facilitar as coisas, o DAC transfere para a ABA a tarefa de fiscalizar o aeromodelismo.

Em resumo, esses regulamentos estabelecem que o aeromodelo não é um brinquedo, mas sim uma aeronave em pequena escala e, como tal, deve ser operado. Não é permitido o sobrevôo em áreas onde possam correr risco de acidentes pessoais, construções e até animais. O vôo de aeromodelos nas proximidades de aeroportos é estritamente proibido ou só pode ser feito com autorização formal do DAC.

DICAS PARA QUEM RECÉM COMPROU UM AEROMODELO

PARA SUA SEGURANÇA:

* O combustível é tóxico. Não ingerir. Pode causar a morte.
* Cuidado com o combustível nos olhos. Em contato com a córnea pode cegar.
* Não fique nunca ao lado ou na frente da hélice
* Atenção com aeromodelos voando no campo. Procure ficar embaixo de uma árvore.
* Baterias de LiPo podem explodir, especialmente quando estão sendo carregadas (carregar longe de materiais inflamáveis)

Parabéns!!! Você adquiriu um aeromodelo radiocontrolado, montou, instalou motor, rádio e acessórios e agora vai voar!

Se tem instrutor de vôo, que vai lhe ensinar, ótimo. Se não tem, estude adquirir um cabo para simulador de aeromodelos disponível em nossa página http://www.hobbys.com.br/fms.htm Esse cabo vai conectar o seu rádio ao computador e a um simulador de vôo. É impressionante como ele é útil para aprender a pilotar um aeromodelo. Depois de simular bastante no computador e for aprender a pilotar sozinho siga os passos de nossa lição Aprendendo a pilotar sem instrutor. Método um dois três.

Seguem algumas dicas básicas sobre o equipamento que você adquiriu:

Carregando o Rádio:

As baterias do transmissor e do receptor devem receber a primeira carga. Ligue o carregador (certifique-se da voltagem da rede para não queimar o carregador) nas baterias e deixe carregar por 14 horas (as luzes vermelhas do carregador acenderão).

No dia anterior a que você for pilotar o aeromodelo, você deve deixar as baterias carregando por 14 horas. Mas lembre-se: nunca se deve dar meia-carga (porque as baterias possuem memória). Assim, antes de começar a carregar as 14 horas, deixe o rádio ligado (transmissor e receptor) até o marcador do transmissor entrar no vermelho. Quando ele entrar no vermelho é o momento de começar a carregar as 14 horas. Assim a carga será completa.

Mais um lembrete: quando for descarregar as baterias não deixe elas descarregarem totalmente (é só até entrar no vermelho), pois que isso pode implicar em inversão de polaridade.

Conserve o rádio em local seco e muito cuidado com quedas.

Amaciando o Motor a Combustão:

O local mais apropriado para amaciar o motor é instalado no aeromodelo (são menores as vibrações).

Três tanques é o suficiente para o amaciamento. Não que com esses três tanques o motor fique completamente amaciado (isso só ocorrerá lá pelo 15o. vôo). Mas três tanques são o suficiente em termos de amaciamento para que o quarto tanque seja gasto já em vôo.

O primeiro minuto de amaciamento deve ser com o motor bastante afogado (tão afogado a ponto de ser necessário manter a bateria ni starter na vela com vistas a evitar que o motor apague – em torno de 2 1/2 voltas no sentido anti-horário) e com a garganta do carburador toda aberta.

Após o primeiro minuto, gire a agulha da alta rotação no sentido horário (aproximadamente 1/2 volta) e tire a bateria ni starter. O motor deverá prosseguir trabalhando sem a bateria ni starter mas ainda o mais afogado possível e com a garganta toda aberta.

Nota: para afogar (= enriquecer a mistura = + combustível e – ar) gira-se a agulha da alta no sentido anti-horário. Para desafogar (= empobrecer a mistura = – combustível e + ar) gira-se a agulha da alta no sentido horário.

Observação: a agulha da lenta vem pré-regulada de fábrica. Não mexa nela. Você só poderá mexer nela mais tarde quando aprender a regular a lenta.

Deixe o motor gastar todo o tanque (sempre o máximo afogado antes de apagar).

Deixe o motor esfriar completamente e a seguir encha o tanque.

Toda primeira metade do segundo tanque o motor deverá rodar o máximo afogado (como no fim do primeiro tanque) sendo que 30 segundos com toda garganta do carburador aberta e 30 segundos 1/2 aberta, alternadamente.

Quando começar a segunda metade do primeiro tanque, abra toda a garganta do carburador, vá fechando a agulha da alta (girando no sentido horário) até o motor atingir o giro máximo. Atingindo o giro máximo, abra a agulha da alta 1/4 de volta (o motor ficará levemente afogado caindo um pouco do giro máximo). Gaste o restante do segundo tanque alternando 30 segundos com a garganta toda aberta e 30 segundos meio aberta.

Após o motor esfriar encha o tanque. Esse terceiro tanque será todo ele gasto da mesma forma que você vinha fazendo no final do segundo tanque.

Encha novamente o tanque e bom vôo. Lembre-se, até o décimo tanque – >1/5 de volta no sentido anti-horário além do ponto máximo de rotação (o motor trabalhará levemente afogado).

No caso de motor elétrico ele não precisa ser amaciado. Mas poupe a bateria nos primeiros vôos. Não acelere demais o aeromodelo para que a bateria não esquente demais. É quando esquenta demais, que a bateria começa a perder sua vida útil.

Equipamento de Campo e Acessórios Reserva:

No caso de aeromodelismo elétrico, em vez de uma dessas caixas de madeira (chamadas de caixa de campo) utilizadas em aeromodelismo a combustão, é mais interessante comprar uma dessas caixas plásticas utilizadas por pescadores. Possuem diversas divisórias e são vendidas em supermercados. Ali você poderá ter algumas pequenas ferramentas, como estilete, tesoura, fita isolante, lixa, chaves de venda e philips, colas silicone, cianocrilato, isopor e araldite, espaguetis, fios, baterias reserva, carregador.

Como acessórios reserva no aeromodelismo elétrico é interessante ter um total de duas ou até três baterias, algumas hélices reserva, conectores. O carregador de bateria também é indispensável.

No aeromodelismo a combustão, o primeiro acessório a ser adquirido é a bateria ni starter. Ela é necessária para dar a partida ao motor. Se estiver meio duro, não se preocupe, todo mundo no campo tem a dita cuja e todos lhe emprestarão com prazer.

No caso do aeromodelismo a combustão, Motor + rádio + hobby2000 + Acessórios + bateria ni start é tudo que vc precisa para começar a pilotar. É o mínimo necessário, melhor dizendo. O Equipamento de Campo e Acessórios Reserva vc poderá ir adquirindo aos poucos.

Equipamento de Campo (combustão)

bomba combustível manual ou elétrica
1 chave de vela
chaves fenda pequenas
caixa de campo
galão para o combustível
1 metro de mangueira silicone
starter torquemaster 90
painel de controle

Acessórios Reserva (combustão)

1 hélice 10 x 6 reserva
1 vela OS reserva
elásticos asa e trem reserva
2 conjunto retentores servo res
2 pares de links reserva
1 par de horn reserva
1 par de strips reserva
1 par de rodas reserva

Não Adquirindo Acessórios:

Se a essa altura do campeonato você tiver assustado, pois que anda sem dinheiro para essa parafernália toda, faça o seguinte: não compre nada! O seu aeromodelo com rádio e motor – e combustível – é o suficiente para você dar bons vôos nos fins de semana.

Para que caixa de campo se você pode usar uma bolsa? Para que bujão de combustível, bomba, bateria e carregador de bateria, se dá para usar uma garrafa plástica de coca-cola com um pedacinho de mangueira de silicone atravessando a tampa? Para que starter se dá para utilizar uma chave de fenda (não se aconselha a utilizar o dedo…). Para que alicate, chaves de fenda, hallen e de vela, bateria ni starter, se todo mundo tem isso no campo e qualquer pessoa empresta com prazer?

Isso tudo não é nenhuma bobagem! Para se ter uma idéia, um dos instrutores de vôo da Hobby, só foi adquirir a primeira bateria ni starter depois de um mês frequentando os campos. O bujão de combustível só depois de alguns meses. O starter só depois de um ano. A bateria para o starter só depois de dois anos de aeromodelismo (até então utilizava a bateria do carro). Até hoje não possui bomba elétrica!

Assim, o que se quer dizer é que os acessórios são acessórios mesmo. Não são imprescindíveis. Vai muito da pessoa. De seu jeito. Tem pessoas exigentes. Outras não. O que importa é que cada um aja de acordo com sua vontade e possibilidades.

Deve-se insistir: falta de dinheiro não é desculpa para não praticar-se o aeromodelismo. E mais, a manutenção no aeromodelismo pode ser muito barata.

Por Final:

Por final, qualquer dúvida, nos envie um email.

Somos uma loja e como toda loja, vendemos. Mas, entendemos a nossa venda, dado a certas particularidades do aeromodelismo, como uma espécie de prestação de serviço. Temos por princípios e objetivos (1) a lealdade com o desportista (2) a divulgação do aeromodelismo (3) a formação de aeromodelistas e não de simples pilotos de aeromodelos. Essa é uma das razões pela qual, a nossa ver, manter alguém no aeromodelismo é tão ou mais importante do que fazer a venda inicial de um aeromodelo. Nossos clientes, pessoas dos mais diversos Estados brasileiros, seguidamente se tornam nossos amigos e parceiros. A grande maioria deles é chamada pelo nome. Essa é a nossa maneira de trabalhar. Ficando satisfeito com nossos serviços, a melhor forma de nos recompensar é indicando novos clientes. Bons vôos!!!

E voltamos a repetir, aprofunde um pouco mais seus conhecimentos sobre o aeromodelismo glow clicando aqui e sobre o aeromodelismo elétrico clicando aqui. Não deixe também de conhecer nossa página com as Lições de Modelismo.

Walkera CB 100


Especificação:

Controlador da velocidade da cauda: WK-WST-10A-LT

Controlador principal da velocidade: WK-WST-10A-L2

Peso Total: 66g (Bateria Incluída)

Diâmetro do rotor de cauda: 48 milímetros

Diâmetro do rotor principal: 202 milímetros

Comprimento total: 216 milímetros

Motor da cauda: WK-WS-10-002

Motor principal: WK-WS-12-003

Receptor: RX-2406C

Giroscópio: Interno

Transmissor: WK-2402

Servo: Peso 3.18g de WK-03- 2; velocidade 0.12sec/60o (3.0~4.5V);

Bateria: 3.7V 500mAh Li-Po

Torque 0.12kg.cm (3.0~4.5V);

Dimensão 19.2*8.3*19.7mm

Características:

Mini tamanho e aparência fina, personalidade impressionante.

CNC-corte a durabilidade e a estabilidade das características da cabeça de rotor.

Tecnologia 2.4G nova com as funções da identificação automática, do código preciso emparelhando-se e anti-jamming forte.

A movimentação oferecida pelos motores sem escova gêmeos é lisa e poderoso, o tempo de voo será até 9 a 10 minutos no bloco da bateria de 3.7V 500mAh LiPo, dependendo de sua modalidade do voo.

Detalhes de rádio do sistema de Wk2402 2.4G:

Codificador: sistema informático de 4 canaletas micro

Freqüência: espectro de propagação 2.4G

Para fora poder: ≤10mW

Dreno atual: ≤120mW

Fonte de energia: baterias secas de 1.2VX8 NiCd (9.6V600mAh) ou de 1.5VX8 AA

Especificação do receptor:

Tipo: canaleta 2.4G 4

Sensibilidade: 95dbm

Intervalo da freqüência: ≥4M

Peso: 5.5g

Dimensão: 32.5X20X9.25mm

Bateria do receptor: 4.8V1100mAh

O WK-2402 adota a tecnologia do espectro de propagação 2.4G da freqüência-lupulagem e o emparelhamento automático do código das características e a atribuição da identificação.

O menu da exposição gráfica é simples compreender e ajustar-se.

O projeto da aparência concorda com a ergonomia e a terra arrendada fácil das características. A tela do LCD com luminoso e relação gráfica olha mais personalizada.

O comprimento e a tensão da vara podem ser ajustáveis. É conveniente comutar livremente entre as 4 modalidades da vara.

Garantia:

3 meses de garantia para defeitos de fabricação.
OPÇÕES DE PAGAMENTO:

Pagamento à vista com
10% de desconto:
de R$ 976,00
por R$ 878,40
(Pagamento em dinheiro, DOC ou depósito bancário)

Pagamento no cartão de débito com 5% de desconto:
de R$ 976,00
por R$ 927,20
(VISA Electron, Rede Shop ou Mastercard Maestro)

Pagamento parcelado sem juros no cartão de crédito:
em 3x de R$ 325,33
Total: R$ 976,00
(VISA, Mastercard, Diners Club ou American Express)

Para saber como comprar
Walkera CB 100
clique no botão abaixo:

Conheça a Two Hobbies

No Japão, Nadal diz ter superado derrota em Bangcoc

Vestindo quimono e tomando saquê ao lado dos franceses Jo-Wilfried Tsonga e Gael Monfils na recepção japonesa em Tóquio, Nadal disse ter superado a derrota na semifinal do ATP 250 de Bangcoc e vai com tudo para o torneio desta semana.
Focado no ATP 500 de Tóquio, o espanhol enfrenta o colombiano Santiago Giraldo na primeira rodada, nesta terça-feira, e acredita que precisa mudar alguns pontos de seu jogo. “É difícil mudar minha estratégia em poucos dias. Veja como eu joguei em Bangcoc, como eu perdi aquele jogo (contra Guillermo Garcia-Lopez). Eu tenho que mudar algo”, disse.

Apesar da recente derrota, Nadal fez questão de ressaltar que está contente com a sua temporada, uma vez que venceu três dos quatro Grand Slams do circuito: Roland Garros, Wimbledon e Aberto dos Estados Unidos, inédito até este ano. “Esse ano tem sido incrível para mim, mesmo se eu perder cada jogo em cada campeonato até o final”, brincou.

Para Nadal, a conquista do troféu de Monte Carlo, no primeiro semestre, foi um divisor de águas na temporada. “Tive poucas chances antes. Em Monte Carlo, tudo mudou. Comecei a vencer, ganhei confiança, fiquei com menos pressão. Joguei muito bem”, relembrou.

De olho no Torneio de Tóquio, Nadal disse que ainda precisa se adaptar melhor à superfície japonesa. “A superfície é uma das mais rápidas do circuito. Treinei por uma hora, mas não foi o suficiente. Preciso de mais tempo”, analisou o número um da ATP.

“Espero estar pronto para amanhã (terça), tenho uma partida difícil. É muito importante estar preparado e focado, porque o Giraldo é um ótimo jogador e muito perigoso”, concluiu Nadal.